terça-feira, 12 de outubro de 2010

A IMPORTÂNCIA DO CRÉDITO


A palavra crédito quer dizer confiança. No mundo das finanças, o crédito representa uma quantia de dinheiro que alguém confia a outra pessoa. Quando um comerciante vende uma mercadoria a prazo ele está concedendo crédito, pois entrega a mercadoria e não recebe de imediato o pagamento. Na prática está concedendo um empréstimo a quem comprou a mercadoria.

A forma mais tradicional de conseguir crédito é através dos bancos. Os bancos pegam dinheiro emprestado de quem não vai gastar por determinado período (aqueles que têm poupança positiva) e empresta a quem tem uma necessidade de consumo superior à sua renda (os que têm poupança negativa). Esse processo é chamado intermediação financeira.

O crédito é um elemento muito importante para financiar o consumo das pessoas e financiar as atividades de produção das empresas. Em razão disso, o governo tem uma preocupação muito grande com o normal funcionamento do crédito na economia. Para se ter uma idéia da relevância do crédito, o primeiro efeito da Crise Econômica Mundial nos Estados Unidos, país onde ela surgiu, foi a falta de crédito. A falta de crédito fez com que o consumo de lá caísse, as empresas passaram a produzir menos, gerando desemprego e queda de renda das pessoas.

O crédito por si só não garante o crescimento da economia, mas ele é o grande combustível para estimular o consumo das pessoas, o nível de produção das empresas e, por conseqüência, o aumento da produção.

O crédito usado com cuidado pode ser um grande aliado das pessoas na aquisição dos bens e serviços para satisfação de suas necessidades. Por outro lado, quando mal usado, pode se tornar um grande inimigo.


Um comentário:

Quem sou eu

Graduado em Administração, especialização em Gestão Pública. Bancário e professor no curso de Administração. Certificado como analista de investimentos do mercado de capitais (CNPI), analista registrado na APIMEC-Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais. Certificado em investimentos financeiros na modalidade CPA20 pela ANBIMA-Associação Brasileira das Entidades dos Mercado Financeiro e de Capitais. Cursos de aperfeiçoamento - pela FGV-Fundação Getúlio Vargas:Mercado de Ações a Vista, Finanças Empresariais, Consultoria em Investimentos Financeiros, Gestão de Crédito e Risco, Balanced Scorecard, Gestão de Tesouraria, Finanças Internacionais e Política Macroeconômica, Fundamentos de Economia Internacional; pelo IBMEC-Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais: Matemática Financeira e Instrumentos e Operações do Mercado Financeiro; pela FIPECAFI-Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras: Avaliação de Empresas. Vários anos dedicados ao estudo dos temas Mercado Financeiro e Finanças.Já ministrou várias turmas das disciplinas Administração Financeira e Orçamentária I e II nos cursos de Administração e Ciências Contábeis.

Seguidores